Paraty

 

PARATY

 

SOBRAL ama PARATY e deste amor nasceu uma coleção belíssima.

 

GLAURA REVIVIDA

Carlos Drummond de Andrade

 

“Certa rua começa algures e vem dar no meu coração.

Nesta rua passa um conto feito de pedacinhos de estórias

de ouro, de velhos, de estrume e de celeiros falidos.

Nesta rua acaba de passar

a menina- e- moça de tranças e blue jeans pela calçada.

É um violão andando, um som,

unindo algures de ontem a nenhures de eternidade”.

       

Toda Rua de Paraty é aquela que vem dar em nossos corações, que nasce algures e leva a nenhures de eternidade.  Quantas meninas de trança, quanto ouro e quantos velhos passaram e ainda passarão por ali. Em PARATY o calçamento é um conto feito de pedacinhos de estórias, e cada pedra é um capitulo.

O fio que une as contas da coleção PARATY é a narrativa deste conto e representa a trajetória das pessoas flanando pelas ruas da cidade, onde o passado, o presente e o futuro não podem ser separados.  As cores das pedras são as sensações guardadas nestes “pedacinhos de estórias”.  E nos espaços entre as pedras estão os sonhos.  Visitem PARATY, vistam PARATY.

Visualização: Lista Grade
Mostrar:
Classificar por: