Rio +20

                        

 

Há mais de dez milhões de anos que estas duas pedras gigantescas emergiram das profundezas do oceano. Um dia animais habilidosos fixaram um cabo unindo uma a outra, e elas passaram a ser visitadas por seres do mundo inteiro. Assim elas se tornaram símbolo de uma cidade conhecida pela alegria de viver de seu povo. A cidade do Rio de Janeiro. Antes do homem aparecer e começar a medir o tempo, estas pedras viram o sol nascer infinitas vezes, e continuarão assistindo os ciclos naturais acontecerem muito depois dos próximos dez milhões de anos. Numa ocasião chamada de junho de 2012 pelos animais que se auto intitulam racionais, estas pedras serão testemunhas de um evento chamado RIO+20, onde os lideres da humanidade estarão reunidos para encontrar meios e modos de continuar desfrutando as maravilhas da natureza, e como legar esta aventura mágica da vida as gerações futuras. A biosfera está suspensa por um fio, e do manejo dos recursos naturais depende o destino da civilização. Sobral criou os megálitos transparentes como deve ser o espírito deste evento. Dentro deles esta a sustentabilidade da natureza que ganha uma segunda vida depois de não fazerem mais a fotossíntese. A base da construção é parcialmente dourada, porque o ouro não pode ser a única premissa para a tomada de decisões. A qualidade de vida sobre o planeta terra, nossa nave mãe, está pendente por um fio do que vai acontecer nesta data, e todos estamos incluídos. Este presente pretende que a alegria de viver deste povo carioca seja levada a todos os cantos de nosso planeta, e que o contágio desta energia manifeste a compreensão das diferenças, o amor pela vida, e a inclusão de todos os seres humanos na grande festa que a existência deveria ser. Depois que o tempo passar, estas grandes rochas ainda estarão lá... Veremos?

Visualização: Lista Grade
Mostrar:
Classificar por: